ASA Minas participa de 1º Seminário Estadual da Agricultura Familiar


Publicado há 8 anos



Helen Borborema - comunicadora popular da ASA / STR Porteirinha-MG

Termina hoje (31) o 1º Seminário Estadual da Agricultura Familiar de Minas Gerais. O evento acontece em Belo Horizonte, desde o dia 29, e reúne sociedade civil e poder público de todo o estado. Cerca de 30 organizações ligadas à agricultura familiar participam, totalizando 120 pessoas. O evento está sendo realizado pela recém criada Subsecretaria de Agricultura Familiar do Estado e pelo Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável (Consea-MG).

A Subsecretaria da Agricultura Familiar no estado é uma reivindicação histórica dos movimentos sociais. De acordo com o subsecretário de Agricultura Familiar, Edmar Gadelha, essa necessidade se justifica, “entre outros fatores, pela existência de 440 mil estabelecimentos nesse âmbito voltados para a produção de alimentos em Minas Gerais”, explicou. Para ele, o seminário será uma oportunidade para aprofundar a análise sobre as políticas do setor e buscar propostas para um plano que dê sustentação às atividades nos próximos três anos pelo menos.

O presidente do Consea, Dom Mauro Morelli, ressaltou a necessidade de desenvolver ações para garantir alimentação diversificada com maior inclusão da agricultura familiar no fornecimento para a merenda escolar.

A Articulação no Semiárido Mineiro – ASA Minas também está participando do evento. No primeiro dia, Marilene Alves, também conhecida como Leninha, coordenadora da Articulação, apresentou os resultados dos programas executados localmente e colocou a necessidade permanente de que o estado adote a política de convivência com o Semiárido no lugar de combate à seca, como muitos gestores ainda fazem. Ela colocou ainda a necessidade de recursos orçamentários destinados para a agricultura familiar do estado, já que historicamente não houve destinação específica de recursos para esta categoria. Segundo Leninha, “foi importante a presença da ASA no contexto estadual para inserir o Semiárido nos debates de desenvolvimento e de políticas do estado”.

Também estavam nessa mesa a FETAEMG, Fetraf, Articulaçao Mineira de Agroecologia (AMA), Via Campesina, Federação Quilombola e Conselho Mineiro Indigenista, além da Articulação de Agricultura Urbana da região Metrolpolitana de Belo Horizonte.

Elton Mendes Barbosa, coordenador geral do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Porteirinha também participou do evento representando a ASA. Para ele é uma importante iniciativa da Subsecretaria da Agricultura Familiar construir o plano de trabalho junto com os movimentos sociais e organizações populares. Segundo Elton foi um espaço muito proveitoso apesar de alguns momentos os interesses da sociedade civil não serem os mesmos do governo do estado.

Minas Gerais - A agricultura familiar responde por 79% de todos os estabelecimentos rurais do Estado. Além disso, os agricultores familiares de Minas são responsáveis por 45% da produção estadual de leite, 47 % da produção de milho, 32% de café e feijão; 83% de mandioca e 44% da produção de arroz.


Com dados da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Busca no blog

POSTAGENS POR DATA