ASA MINAS REALIZA REUNIÃO EM ARAÇUAÍ


Publicado há 7 anos, 1 mês


Por Priscila Souza, comunicadora popular ASA/Caritas MG.

ASA anuncia a expectativas de ampliar os programas chegando a atender mais de 25 mil famílias de Minas que sofrem com a falta de acesso a água apenas em 2013.

Foi realizada na cidade de Araçuaí no período de 17 a 18 de abril a reunião  da Articulação no Semiárido Mineiro (ASA Minas) em que participaram cerca de 60 representantes (quantos e quem participou) da sociedade civil organizada do norte e vale de Minas Gerais que compõem a ASA no estado de Minas.
Foi debatido sobre a realidade do semiárido mineiro, onde “não há como pensar ações sem antes entendermos a situação com a qual iremos trabalhar”, como disse Samuel assessor da Cáritas Brasileira Regional Minas Gerais, entidade membro da ASA, que facilitou o espaço. E foi com esta ideia que a reunião discutiu a posição do governo federal e estadual no auxílio dos períodos de seca na região do norte e Jequitinhonha que ocorrem ao longo da historia, além de como e quanto veem investido em educação, saúde e outros direitos sociais importantes para o desenvolvimento do semiárido.
A coordenadora da ASA Minas, Valquíria, nos mostras que “todas as seca são previsíveis, já existem estudos de que esta seca irá se estender ate 2015”, nesta ideia a ASA Minas debateu a necessidade de construir o debate junto ao Estado brasileiro de politicas publicas que possam se antecipar e minimizar os efeitos da seca junto a população e ao meio ambiente. Esta politica publica pode encontrar as soluções que inclusive já estão presentes na sabedoria popular dos sertanejos e se tornaram as linhas de ação da ASA, como a estocagem de água para consumo, água para produção de alimentos e estocagem de sementes e forragem para alimentar a casa, os animais e garantir o próximo plantio.

Um balanço do VIII EnconASA
Outro importante momento desta reunião foi a avalição do VIII Encontro Nacional da ASA – VIII EnconASA, que aconteceu no final do ano passado entre 19 a 23 de novembro em Januária, Minas Gerais, um evento de proporção nacional e importância politica para dar visibilidade a existência do semiárido em minas. Neste ponto da reunião se destacou o fortalecimento e a visibilidade das ações de convivência para a superação da pobreza em contraponto aos grandes projetos do semiárido que concentram, terra, água, saber e dinheiro ao acesso de poucos.
Resgatando a carta politica e os debates temáticos construídos no encontro a ASA Minas em sua reunião refletiu os caminhos que a articulação no estado precisa perpassar para tornar concreta os anseios construídos. Assim fórum do norte e fórum do vale de minas se comprometeram a buscar forças para ações como: inserir, como proposta de continuidade no P1+2 aassessoria técnica diferenciada, construída junto as comunidades sob os princípios de convivência com o Semiárido; Organizar os agricultores para acessar políticas públicas de aquisição de alimentos, Buscar alternativas para garantir a permanencia dos jovens nas comunidades para que haja uma valorização do trabalho de produzor alimentos e abastecer o mesa dos pais, entre outras.

As perspectivas da ASA Minas em 2013
Por fim foi apresentada nesta reunião a realidade dos programas e projetos que seguem em execução em Minas.Para 2013 apenas em Minas Gerais a ASA com a perspectiva de universalização da primeira água P1MC e com a ampliação do P1+2, estes dois programas chegaram a mais de 25 mil famílias.
 O programa “Um Milhão de Cisternas” (P1MC) levou nestes dez anos em minas, a chamada “primeira água”, água de qualidade para o consumo humano a X famílias que não tem acesso a água potável. O programa “Uma Terra e Duas Águas”(P1+2) chegou a 1969 famílias mineiras garantindo água para produção de alimentos para segurança alimentar e nutricional no período da estiagem.Também se apresentou o novo projeto da ASA Minas, projeto “Escola de Comunicadores Populares do Semiárido Mineiro” da ASA MG, que irá formar 30 comunicadores populares de diversas regiões do semiárido mineiro, visa criar uma rede para dar visibilidade ao que acontece na vida dos povos do sertão, estratégia fundamental para quebrar a imagem de pobreza, mendicância, falta de conhecimento e mostrar um povo trabalhador, de sabedoria com sua terra, cheio de riquezas.


Busca no blog

POSTAGENS POR DATA