CÁRITAS BAIXO JEQUITINHONHA REALIZA ENCONTRO DE FORMAÇÃO SOBRE OS CUIDADOS COM AS CISTERNAS PARA OS AGENTES DE SAÚDE DO MUNICÍPIO DE JEQUITINHONHA


Publicado há 6 anos, 2 meses

Por Erikson Jardim - Cáritas Diocesana Baixo Jequitinhonha

Realizado no dia 25 de março (terça-feira) o primeiro Encontro de Formação sobre os cuidados com as cisternas dos Agentes de Saúde do município de Jequitinhonha, com o objetivo de dialogar com os 50 Agentes de Saúde e Agentes de Endemias presentes com atuação na cidade e no campo a importância do cuidado com as cisternas e a qualidade da água para consumo, higienização e cozimento dos alimentos, como uma questão de saúde pública.

Vanessa Fonseca realiza explicação 
sobre os cuidados com as cisternas
No momento inicial foi realizada a apresentação da Equipe Cáritas e dos Agentes, posteriormente realizou-se a apresentação da Articulação do Semiárido Brasileiro (ASA) seu histórico de atuação e os programas desenvolvidos por esta rede em todo o semiárido brasileiro, explicando a importância deste programa para a região e principalmente para as famílias.

Vanessa Fonseca explicou os cuidados básicos com as cisternas que todas as famílias devem ter, como: pintar a cisterna com cal todos os anos, manter a tampa fechada, assegurar que todas as entradas e saídas de água estejam tampadas com panos ou telas evitando a entrada de mosquitos, outros insetos e impurezas.

Foi destacada a importância de todos os Agentes no acompanhamento da qualidade da água e na orientação das famílias no manejo correto da água potável, pois se sabe que ela pode ser fonte de muitas doenças se não tratada corretamente. Os Agentes de Saúde participaram do debate relatando a incidência de diarreia e esquistossomose, doenças provenientes da água contaminada.

Após os trabalhos em grupo, várias ideias surgiram como alternativas para o diálogo com as famílias, por exemplo, conversar mais com as famílias e conscientizar sobre o uso das telas nos canos e suspiros não necessitando a utilização de larvicidas nas cisternas. Trabalhar com o conjunto da comunidade realizando reuniões mais frequentes e repassando as informações para o maior número de pessoas da comunidade. Outro ponto importante relatado pelos Agentes é a necessidade de cobrar mais da Secretaria de Saúde a fiscalização da água que está abastecendo os carros-pipas e enviando para as comunidades, pois esta água precisa ser potável.


Como encerramento houve um momento de reflexão sobre a água, pois ela pode ser fonte de vida, mas também pode ser a sua morte. Enfatizando assim a importância do trabalho conjunto entre os Agentes de Saúde, Agentes de Endemias e Cáritas Diocesana de Almenara para que as famílias camponesas tenham água e vida em abundância.




Busca no blog

POSTAGENS POR DATA