Feira aberta ao público apresenta riquezas do Semiárido brasileiro


Publicado há 8 anos, 3 meses

 
Durante o VIII Encontro Nacional da Articulação no Semiárido (ASA), um espaço será aberto à visitação pública: a feira de Saberes e Sabores do Semiárido. Realizada ao ar livre, numa área em frente ao Sesc Laces de Januária, a feira vai ter alimentos sem agrotóxicos, sementes crioulas e artesanato, além de uma programação cultural à noite, com shows ao vivo de artistas locais e do Nordeste. Confira abaixo os dias e horários de funcionamento.

Em uma das 30 barracas funcionará a cozinha do Sertão mineiro. Neste cantinho, agricultores e agricultoras farão comidas típicas da região, como biscoitos em forno à lenha, transformarão a carne seca em um belo prato de paçoca, triturando tudo no pilão, e ainda usarão a pedra para fazer o tradicional beiju com a goma de tapioca.
 
Quem se interessa em conhecer técnicas simples e inovadoras para a lida no campo também pode aprender muito nesta feira. Lá, haverá um lugar para 70 agricultoras e agricultores de todo o Semiárido compartilhar seu conhecimento, seus saberes.
 
Um deles é o agricultor agroflorestal, Vilmar Luiz Lermein, que mora em Exú, município da Chapada do Araripe, em Pernambuco. Ele vai mostrar como maneja as sementes crioulas e a gestão da água na propriedade de Serra dos Paus-Dóias, de 12 hectares, onde vivem 100 famílias.
 
O agricultor cultiva sementes crioulas de milho e feijão, comercializa mel, licores, doces e geleias de frutas nativas, como a murta e o cambuí. Seu Vilmar conta com a ajuda de materiais de divulgação, como folder e banner, além de fotografias, para contar sua experiência em separar as melhores sementes, realizar a secagem de forma correta e a estocagem e a distribuição entre as famílias.
 
“Fico feliz em participar e mostrar um trabalho que é fruto de todos, do movimento. Com a experiência, mostramos a necessidade da família se organizar e como a comunidade rural é um lugar bonito e bom de viver”, disse Vilmar. Além de seu Vilmar, mais 70 expositores vão apresentar suas experiências.
 
“Estamos estimulando que eles [agricultores e agricultoras] inscrevam suas experiências e haja um momento para intercambiar, trocar, falar”, disse a coordenadora executiva da ASA Minas, Valquíria Lima.
 
Para a ASA, o Semiárido é lugar de gente cuja tradição e conhecimento é fonte de ensinamento de como conviver com a região. Para transformar esse lugar em um ambiente de prosperidade, as organizações da sociedade civil que fazem parte ASA atuam, junto com os agricultores/as, implementando técnicas alternativas de convivência com o Semiárido.

Confira a programação cultural da Feira de Saberes e Sabores:
Dia 20/11
12h às 15h
19h às 23h30
Programação cultural: Apresentação com o tema “Consciência Negra”
Shows do trio de violeiros Pereira da Viola, Paulinho Amorim e Birora
Apresentação de Grupos Quilombolas do Norte de Minas
Dia 21/11
Não haverá feira no horário de almoço.
19h às 23h30
Programação cultural: músicas regionais
Apresentação do Coral do Vale do Jequitinhonha; de Rubinho e de Chokito
Dia 22/11
12h às 15h
19h até meia-noite
Programação cultural: Homenagem a Luiz Gonzaga
Shows com Zé Luís e Banda e Zé Lu e Banda

Busca no blog

POSTAGENS POR DATA