INTERCÂMBIO POSSIBILITA TROCA DE SABERES ENTRE AGRICULTORES (AS) SOBRE TECNOLOGIAS SOCIAIS E PRODUÇÃO AGROECOLÓGICA


Publicado há 6 anos, 2 meses

Por Júnia Gonçalves - Comunicadora Popular ASA Minas / CAV

Com muito entusiasmo, agricultores e agricultoras dos municípios de Berilo, Chapada do Norte e Francisco Badaró participaram de dois momentos de troca de experiência promovidos pelo CAV, através do Programa Uma Terra e Duas Águas (P1+2) da Articulação Semiárido Brasileiro (ASA). Os intercâmbios aconteceram em fevereiro, sendo o primeiro na região do Baixo Jequitinhonha (MG) e outro no território de Irecê, na Bahia.

Na região do baixo Jequitinhonha,
agricultores (as) conheceram experiências de
produção a partir das tecnologias sociais do P1+2
O intercâmbio intermunicipal ocorreu nos dias 17 e 18 de fevereiro, na região do Baixo Jequitinhonha. As visitas foram acompanhadas pela Cáritas Diocesana de Almenara, organização que assim como o CAV é Unidade Gestora Territorial do P1+2. Na oportunidade, os 30 agricultores (as) participantes visitaram tecnologias sociais implementadas em comunidades rurais dos municípios de Almenara e Rubim. Eles (as) puderam conhecer um pouco mais sobre a realidade da região e compreender a dinâmica das tecnologias de captação e armazenamento de água da chuva através das experiências de produção de alimentos e criação animal dos agricultores (as) locais.


Entre os dias 25 e 27 de fevereiro, um grupo também de 30 agricultores (as) visitou o território de Irecê, na Bahia. As visitas à região foram mediadas pelo IPETERRAS (O Instituto de Permacultura em Terras Secas), organização que executa ações que fortalecem a convivência com o Semiárido. Nos locais visitados, os agricultores (as) do Vale do Jequitinhonha tiveram a oportunidade de conhecer experiências de recuperação de solos e nascentes, cultivo de mudas e vegetação nativa, defensivos e adubos naturais. Um dos agricultores visitados relatou que antes utilizava insumos químicos no combate as pragas e por isso tinha receio que sua família consumisse os produtos. Ele destaca que agora está feliz cultivando de forma agroecológica, assim sua família pode consumir os alimentos produzidos. Além disso, está muito satisfeito com a quantidade e qualidade da produção.

Visita à propriedade de agricultor na Bahia
que abandonou o uso de agrotóxico e mostrou
ser possível produzir de forma agroecológica
Durante as visitas, outro contexto encontrado foi a produção agroecológica em maior escala. Os agricultores (as) puderam perceber que é possível produzir maiores quantidades de forma responsável, fazendo um bom aproveitamento do espaço e da adubação. Também foi destacada a venda direta dos produtos na Feira Agroecológica que acontece na cidade de Irecê e a comercialização institucional através do PAA (Programa de Aquisição de Alimentos) e PNAE (Programa Nacional de Alimentação Escolar).

Os agricultores (as) conheceram ainda uma experiência de produção de leite, onde foi ressaltada a potencialização da produção através da criação de vacas e cabras de raça, pois consomem o mesmo que outros animais comuns e produzem mais leite. Recentemente, o grupo que integra a cooperativa de leite na região conquistou uma unidade de beneficiamento, onde produzirão queijos, iogurtes entre outros derivados.

O agricultor Francisco Assis, morador da comunidade de Varginha, no município de Chapada do Norte afirma que o intercâmbio foi uma das melhores viagens que ele já fez e destaca: “o que eu mais gostei foi do amor que eles nos receberam e do acompanhamento, nos mostrando que mesmo eles sendo pequenos conseguiram crescer, produzindo orgânicos, sem utilizar veneno. Para mim, foi uma das melhores experiências sobre trabalho que eu tive”, conta.

Durante os momentos de intercâmbio os participantes tiraram dúvidas, comentaram e trouxeram um pouco da experiência. Além disso, compartilharam práticas, conquistas e compreenderam como cada um enfrenta os desafios. Essa troca de conhecimentos fortalece a convivência com o Semiárido, onde tantos agricultores e agricultoras estão sempre criando, inovando e experimentando.



Busca no blog

POSTAGENS POR DATA