MAB INAUGURA UNIDADE DE PRODUÇÃO AGROECOLÓGICA EM VIRGEM DA LAPA/MG


Publicado há 6 anos, 3 meses

Por coordenação geral do MAB - Movimento dos Atingidos por Barragem.

Na tarde do dia 29 de maio cerca de 75 atingidos por barragens participaram do ato político de inauguração de uma unidade de produção agroecológica integrada e sustentável – PAIS no município de Virgem da Lapa na região do Vale do Jequitinhonha em Minas Gerais. O ato de inauguração é resultado de 3 dias de formação e mutirão no Instituto Nova Esperança em Virgem da Lapa. Ao todo na região serão construídas 25 unidades das 800 que o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) está construindo em Brasil todo.

O Ato contou com a participação dos grupos de base das comunidades de Marimbondo, Limoeiro, Funil, Pianos, lideranças de Francisco Badaró, além de diversas entidades da região como os Sindicatos dos Trabalhadores Rurais de virgem da Lapa, Coronel Murta e Araçuaí, Cáritas Araçuaí, CAV – centro de Agricultura Vicente Nica, APRISCO, INOVES, Pastoral dos Migrantes, Levante Popular da Juventude Araçuaí, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri(UFVJM), representantes das prefeituras  de Virgem da Lapa  Talles J.  Murta e  de Coronel Murta e secretários de Agricultura dos respectivos municípios Gilmar e , além dos vereadores Vamilton e Adriana de Virgem da Lapa e João Neres de Coronel Murta.


O PAIS consiste em uma horta circular com um galinheiro no centro e um pomar em torno deste sistema onde se realiza produção de hortaliças frangos, ovos e frutas sem utilização de agrotóxicos e adubos químicos. A irrigação é feita por gotejamento que utiliza a água de forma econômica e eficiente, uma alternativa compatível para regiões do semiárido como o Vale do Jequitinhonha.
No município de Virgem da Lapa, serão construídas 18 unidades PAIS em 13 comunidades diferentes em Parceria com a APRISCO e com o Sindicato dos Trabalhadores rurais de Virgem da Lapa.
 “A parceria com o MAB na região reforça a luta dos trabalhadores rurais”, afirma José Dias presidente do Sindicato Rural de Virgem da Lapa.
“Essa parceria só está começando, reforça que o povo deve reivindicar seus direitos, nem deixar se acomodar”, afirmou Monica coordenadora da Aprisco.

Aline Ruas, militante do MAB afirmou a importância de seguirmos firmes na luta,pois acredita que assim estam no caminho certo e as conquistas apenas estão começando. “Muitos atingidos tinham vazantes e  alimentavam de forma saudável ,no entanto com a construção da Hidrelétrica de Irapé muitos foram atingidos que tiveram suas vazantes alagadas.Esta é uma das muitas dividas que Irapé tem com os atingidos do Vale do Jequitinhonha. O MAB  neste  ato reforça que nós temos proposta de desenvolvimento para a região por  ouvir e lutar  junto pelos direitos e melhoria de vida do povo atingido por barragem”. Ressaltou Aline Ruas.

“É importante unir parcerias para pensarmos a questão da água do Vale do Jequitinhonha, água voltada para o povo, pois queremos Água para a vida e não para a Morte!!! “ - Diz José Nelson coordenação do P1+2 da Cáritas Araçuaí.

Durante a inauguração os visitantes tiveram a oportunidade de fazer o primeiro plantio na horta recém-construída através de um mutirão.  Pedro do INOVES que participou do mutirão de capacitação na região apresentaram como funciona o PAIS e falaram da importância de manter viva a agricultura familiar, responsável pela maior parte da alimentação do povo brasileiro. “Parecia um quebra cabeça que a gente foi montando e agora tá aqui pronto pra gente produzir nossa comida de qualidade e com economia de água.” Afirmou Pedro

Mateus Alves, militante do MAB na região lembrou que só foi possível ver este sonho hoje realizado através de muita organização e luta dos milhares de atingidos de todo Brasil. E que esta conquista contribuirá na segurança alimentar das famílias e na geração de renda. “O PAIS resgata o trabalho coletivo como princípio para a produção camponesa, além de dar visibilidade ao trabalho das mulheres “ – afirmou Mateus.


A Capacitação de agricultores e a multiplicação das unidades do PAIS é mais uma conquista da luta dos atingidos por barragens que resultou na parceria entre o MAB, Fundação Banco do Brasil- FBB e o Banco Nacional de Desenvolvimento Social – BNDES. Em Minas Gerais estão sendo implantadas 175 unidades, sendo 25 no Vale do Jequitinhonha.

Busca no blog

POSTAGENS POR DATA