Nem a Chuva, Nem a lama Impediram a Homenagem ao Dia das Mulheres na Comunidade Baixa Quente


Publicado há 9 anos, 11 meses

Myrlene Pereira
Comunicadora Popular Cáritas Dioc. Araçuaí e ASA Minas
Mesmo a pé, várias famílias das comunidades Calhauzinho, Córrego Fundo, Aguada Nova, Passagem da Goiaba de Araçuaí percorreram vários quilômetros por estradas cheias de lama e debaixo de chuva, para a homenagem ao Dia das Mulheres promovida pela Escola Família Agrícola do município de Araçuaí, na comunidade Baixa Quente.

Cerca de 200 pessoas se fizeram presentes para assistir a festa, que teve como tema “Hoje os Olhares se Voltam Para Quem Renova a Vida Todos os Dias”. O evento foi aberto com a leitura do poema de Zuleika Alambert sobre a luta e renovação feminina.

Vários outros temas remetentes ás mulheres foram abordados durantes as apresentação. Desde a doçura feminina abordada em poemas lidos pelos alunos até as diversas formas de violência sofridas por muitas mulheres expressadas no teatro criado e encenado pelos próprios alunos da EFA.

A agente da Cáritas Diocesana de Araçuaí e representante do GT de Mulheres do Vale do Jequitinhonha, Cléa Amorim, palestrou também sobre o tema da violência contra a mulher, utilizando a lei Maria da Penha para alertar as mulheres da comunidade sobre as violências menos divulgadas, como sexual e psicológica, e sobre a importância de combater qualquer tipo de violência e preconceito nas mais variadas esferas para o desenvolvimento das relações humanas.

A comunidade foi homenageada também pelos integrantes da EFA pelo grande exemplo de solidariedade ao ceder comida e local para higiene aos organizadores do evento e luz para a quadra poliesportiva, onde ele foi realizado, dando mais este toque ao evento que, por si só, já foi cheio de luz e calor.

Busca no blog

POSTAGENS POR DATA