Povo de Berilo exige: Fora draga!


Publicado há 8 anos, 7 meses

Por Albano Silveira Machado (Banu)
Blogueiro e comunicador popular do Vale do Jequitinhonha

Câmara Municipal aprova lei que proíbe exploração de ouro com draga
Uma draga de exploração de ouro, no rio Araçuaí, a 3 quilômetos de Berilo, no Médio Jequitinhonha, nordeste de Minas, despertou a ira da população. A maior manifestação explícita e pública foi a passeata de estudantes e professores pelas ruas da cidade.

Vestindo-se de luto, mais de 400 crianças, jovens e adultos, estamparam seu protesto em faixas, marchando em silêncio, pelas principais ruas da cidade, sob som de músicas sobre a água.

No final, parou à porta da Prefeitura, onde algumas pessoas se manifestaram sobre o risco do rio Araçuaí morrer, se não se cuidasse dele, impedindo aquele tipo de mineração na sua bacia hidrográfica.


Ires Amaral, professora de História, reclamava de maiores cuidados com água e o meio ambiente.


Terezinha, do Conselho Tutelar, afirmava, taxativamente: "A água é vida, e o ouro é morte!". O ouro vem fazendo a guerra em toda a história da humandade. Exploram, levam a riqueza e nada deixam pra quem mora no lugar.

Inês Machado, professora aposentada, alertava para o perigo de não se cuidar do rio. E pedia ao minerador: "Pegue suas coisas, e vá embora pra longe daqui!".


Lei municipal proíbe draga


À tarde, a Câmara Municipal e Berilo aprovou um lei rigorosa proibindo a exploração de ouro e outros minerais através de dragas e outros processos mecânicos, permitindo a exploração artesanal.

O plenário estava cheio em uma reunião muito tensa. O minerador tentou o tempo todo usar a Tribuna Livre sem ter feito inscrição antecipadamente como manda Regimento da Câmara. Até mesmo duas técnicas da SUPRAM - Superintendência Regional do Meio Ambiente que queriam se manifestar foram impedidas de falar. As pessoas presentes desconfiavam delas, pensando que fossem aliadas do minerador proprietário da draga.

No final, os vereadores se reuniram com as técnicas da SUPRAM e acertaram que após a aprovação da lei um convênio será feito entre a Prefeitura de Berilo e a FEAM - Fundação Estadual do Meio Ambiente, com o município liberando licença ambiental para todo empreendimentos até a classe 3, ou seja, pequenos explorações minerárias, produção da agricultura familiar e outros.
Plenário da Câmara estava cheio em tarde histórica de Berilo

O CODEMA - Conselho Municipal de Meio Ambiente fará os estudos e pedidos de licença, com orientaçã técnica da FEAM.


Com a nova lei aprovada, a Prefeitura de Berilo pode embargar a draga de exploração do ouro.

Busca no blog

POSTAGENS POR DATA