Reforma agrária no ar!


Publicado há 9 anos, 7 meses

* Helen Borborema e Marcela Veiga

O Encontro de Comunicação Popular para Comunicador/a em Rádio Camponesa no Semiárido mineiro foi realizado no dia 17 deste mês, na Comunidade Rural de Araçatuba do Jequitinhonha.

O número de participantes chegou a 37 pessoas, sendo 95% jovens. A Cáritas Diocesana do Jequitinhonha realizou o encontro com o apoio da ASA-MG, através do Programa Uma Terra e Duas Águas, e da Cáritas Diocesana de Araçuaí.

Estiveram presentes vários representantes de comunidades como Terra Prometida/MST (Felizburgo), Córrego do São Pedro, Retiro, Assentamento Franco Duarte/MST, Assentamento Craúno, Quilombola Mumbuca, Nova Araçatuba, Cachoeira e Laranjeira. O encontro contou também com quatro rádios camponês presente.

No primeiro momento, os participantes saborearam o café e quitandas camponesas. Em seguida, os participantes se apresentaram na rádio local ao vivo. Depois, os comunicadores relataram o medo e receio de falar no veículo de comunicação.

O técnico e produtor de transmissão popular radiofônica, Renan, da comunidade Quilombola Mumbuca, falou sobre os equipamentos básicos e necessários para conseguir ter uma rádio Camponesa ativa. Segundo o mesmo, o custo para obter o veículo de comunicação é aproximadamente R$ 3.500,00.

O monopólio da imprensa brasileira especialmente no Semiárido foi abordado e discutido. O Comunicador da ASA, Decanor Nunes, fez um questionamento a todos os presentes levando-os a um momento de reflexão. “Para que serve uma Rádio Camponesa na Comunidade Rural?”

A discussão foi extensa tendo várias diretrizes. Para melhor compreensão, foram exibidos os vídeos “Uma onda no ar” e “Vídeo Cartas”, produzidos pela Cáritas Brasileira no Assentamento Campo Novo em Jequitinhonha. Nos dois vídeos, mostra-se a importância da Rádio Camponesa na comunidade.

O encontro teve duração de nove horas. Os participantes receberam um certificado e uma pasta com textos sobre o programa P1+2 para servir de conteúdo formativo para as Rádios Camponesas e Comunidades sobre os trabalhos da Asa Brasil e em Minas Gerais.

O evento foi avaliado pelos representantes das comunidades ao vivo no veículo local.

Encontros estadual e nacional

Nos dias 20 e 21 desse mês acontece o Encontro Estadual de Comunicação Popular da ASA Minas. O evento será realizado no município de Riacho dos Machados, na Área de Experimentação de Práticas Sustentáveis da Associação Casa de Ervas Barranco de Esperança e Vida (ACEBEV).

O Encontro reunirá comunicadores e comunicadoras populares do Semiárido mineiro, nas regiões Vale do Jequitinhonha e Norte de Minas que participam de mobilizações populares.

A atividade está sendo promovida pela ASA Minas, por meio da Equipe de Comunicação Popular, com apoio do Programa Uma Terra e Duas Águas e da UGT STR Porteirinha-MG.
A Comissão Executiva da ASA Minas considerou de fundamental importância a realização desse encontro. Segundo Valquiria Lima, da coordenação, a comunicação popular faz parte da identidade da ASA.

Valquíria ainda adiantou que a nível nacional a comunicação da ASA Brasil também realizará um encontro nos dias 30 de novembro e 1º e 2 de dezembro deste ano, em Recife-PE. Segundo ela , a ideia do encontro nacional é avaliar nesses 10 anos de ASA o muito que já foi feito no campo da comunicação, mas também como pensar a comunicação daqui para frente. Segundo ela “será um bom debate e partilha”.


* Comunicadoras Populares da ASA, das UGT's Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Porteirinha e Cáritas Diocesana de Araçuaí

Busca no blog

POSTAGENS POR DATA