Reintegração de Posse gera clima de tensão na Terra Indígena


Publicado há 6 anos, 8 meses



Num mesmo dia, concessão de liminar em ação de reintegração de posse expedida pela Justiça Federal em favor dos fazendeiros é revogada,  diante da intervenção do Ministério Público Federal. Índios reafirmam que vão resistir no território. Preocupação é com a segurança e integridade dos 500 indígenas que se encontram no local, dentre eles mulheres, crianças e idosos.
No final da manhã ontem, o fazendeiro Pedro Luiz Cerize e familiares ajuizaram Ação de Reintegração de Posse com pedido de Liminar contra o Povo Xakriabá e a FUNAI. A ação foi distribuída  à 2ª Vara Federal da Subseção Judiciária de Montes Claros. Em menos de 3 horas, no início da tarde,  o juiz Federal Dr. Alexandre Ferreira Infante Vieira, deferiu o pedido em favor dos fazendeiros. Porém, após ser alertado sob a complexidade da matéria pelo Ministério Público Federal a liminar foi revogada. Os indígenas entendem que este procedimento da justiça reforça a legitimidade da luta pelo território,  porém desperta ainda mais a ira dos fazendeiros da região.
 Cumprindo o procedimento colocado no decreto 1775, a FUNAI convocou os entes federados – prefeitos de Itacarambi, São João das Missões, Cônego Marinho e um representante do governo do Estado para reunião de notificação do processo de demarcação do território indígena. A expectativa do Povo Xakriabá é que desta reunião saiam encaminhamentos claros e urgentes acerca do processo de garantia do território.
 Para hoje, os indígenas estão aguardando a chegada do Procurador e do  Coordenador Regional da FUNAI de Governador Valadares.

Com informações do Conselho Indigenista Missionário – Regional Leste II
Contatos:  38- 9226-1376 e 9141-0844
  
Telefone contato Cacique Santo: 9121-8946

Busca no blog

POSTAGENS POR DATA